sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

2017: OXOSSÍ O ORIXÁ REGENTE E SATURNO O PLANETA REGENTE

Oxum e Oxossí


    

     Vamos falar sobre a Regência de 2017, o Orixá Comandante de        2017 e o Planeta regente de 2017.

     2016 foi um ano regido por Oxalá em todas as suas                          manifestações, trouxe o progresso de Oxaguiã (Oxalá Novo) 


     e a calma de Oxalufã (Oxalá Velho), um dos trabalhos                      iniciados neste ciclo que Oxalá dá abertura foi da clareza. Com        certeza 2016 foi o ano que os véus foram rasgados, máscaras            arrancadas e cada um de nós enfrentou com clareza e tivemos a        amplitude e discernimento para com as Coisas.

     


     O ano de 2017 ainda estará nesta influência, sob a regência do          Planeta Vênus que é o Planeta dos Apaixonados. Vênus trará            mais amor, mais compreensão e principalmente mais paixão, a        vida será e estará mais exaltada neste ano, porém deve-se tomar      cuidado com paixões furtivas e explosivas, e ainda mais cuidado      com a superficialidade pois todos estarão “Enamorados”

     O ano de 2017 trará a Regência do Orixá Oxossí, orixá da                fartura, do conhecimento, da disciplina e principalmente da              Ciência. Oxossí traz fome do Saber, traz vontade para evoluir,          será um ano muito propenso para começar e até mesmo retomar      estudos, cursos e afins. Um ano extremamente racional, Assim        como o Orixá da Fartura.


     



     Um ano que passará como o vento, a flecha rápida do Caçador        dos Orixás, será um ano de novas descobertas, descobertas estas      tanto na terra como fora dela, mas principalmente para com a          medicina, será um ano importantíssimo para pesquisadores e            cientistas, novas descobertas, como curas, vacinas e                          principalmente genéticas serão reveladas em 2017.

     A palavra do Ano é a “VONTADE” pois neste ano se você não        fizer, alguém fará por você. As pessoas estarão mais suscetíveis      ao Anarquismo, pois Oxossí não aceita ser mandado ou                    comandado, o povo falará muito mais alto e principalmente              alguns “Tabus” serão quebrados, enfim 2017 será um ano                renovador e esclarecedor, será um ano-chave para evolução              humana. 




     A Cor de 2017 é o Verde e O clima de 2017 será ameno, teremos      muitas chuvas torrenciais, será um ano “molhado” Além de              Oxossí, Oxum sua eterna companheira estará presente,                      principalmente em relações familiares, trazendo muito                      companheirismo e fortalecimento do laço familiar entre as                pessoas, Sua regência será mais presente a partir de Julho.

     Assim Oxossí é o Orixá regente do ano de 2017.

  



    Balanço de 2016

    O ano de 2016 se foi e com ele muitas coisas boas e ruins se             foram. Talvez no balanço desse ano de 2016 podemos verificar o     quanto podemos ter evoluído, ou não. Novos amigos, novos             amores, novos rumos talvez aconteceram na vida de cada um de       nós. Aprendizagens que guardaremos pelo resto de nossas vidas,     lições que nos fizeram refletir. E assim o ano de 2016 se foi. E         agora estamos nos preparando para uma nova caminhada, novas       lições, novos rumos, novas alegrias, e possíveis decepções. Já           nos preparamos de uma maneira esperançosa para o novo ano           que está chegando, para quem sabe possamos vencer todos os           obstáculos, e progredir ainda mais a nossa evolução espiritual. 
    E como sempre acontece, muitos de nós ficamos interessados 
    ou apenas curiosos em saber qual será ou serão os Orixás que           vão reger o novo ano.



      Resumo do Ano de 2017

       No ano de 2017 o Orixá regente será o Senhor das                     matas e florestas, nosso Pai Oxossí, que regerá                             intensamente por todo ano, tendo como companhia a               partir do mês de julho a força divina da Senhora das                 cachoeiras, a bela Orixá Oxum.  

      Resumindo, e respondendo à pergunta mais                                 simplesmente, ao ser perguntado qual Orixá vai reger o           ano de 2017, podemos certamente dizer Oxossí, que será         o Orixá dominante desse ano. 

      O ano de 2017 será um ano com passagem bem                           rápida, assim como a velocidade de uma  flecha,                         portanto para quem desejar vencer seus obstáculos,                   chegar a um objetivo desejado, deverá ser ágil, perspicaz,           e não se deixar ser tomado pelo comodismo, pois ao piscar de           olhos poderá ficar para trás perdendo boas oportunidades.






     Para saber o Planeta Regente do Ano recorremos à tradição
     astrológica que revela que cada planeta governa por um ciclo de      36 anos e que durante este período vivemos sob a dinâmica              deste planeta e suas características darão o tom desse período.

    Estamos sob o domínio do Sol desde 1981, o que significa que o     brilho pessoal, tendência ao egocentrismo ( ex: selfies),                     necessidade de marcar sua individualidade no mundo estão               permeando às nossas consciências e atitudes neste ciclo que             terminou em 2016.



    Sendo assim, em 2017, troca a regência segundo a sequência dos     governantes do ciclo, entramos na era de Saturno, damos “uma         baixada de bola” e controlamos o ego, por isso o Orixá Regente é     Oxossí com o seu espírito de austeridade, economia e restrição         irá nos guiar. Pagaremos então a conta da prepotência e orgulho       excessivos do período regido pelo Sol. A importância pessoal cai     em desuso e nos damos conta dos nossos limites de meros                 mortais.

    A sequência dos planetas regentes dos ciclos é: Saturno, Vênus,       Júpiter, Mercúrio, Marte, Lua, Sol e volta a sequência Saturno,         Vênus, etc. Cada ano é regido por um dos planetas que é                   chamado de Planeta Regente do Ano que imprime suas                     características particulares para cada ano.

Vênus - Botticelli
                                        

    Para determinar o Planeta Regente do Ano seguimos o método: 
    o ano que inicia o ciclo é sempre regido pelo planeta que                 governa o ciclo e seus subsequentes obedecem à seguinte ordem:     Sol, Vênus, Mercúrio, Lua, Saturno, Júpiter e Marte. Como no         ano que iniciou o Ciclo do Sol em 1981 foi regido pelo Sol e na       sequência: 1982/Vênus, 1883/Mercúrio, 1984/Lua, 1985/                 Saturno, 1986/Júpiter, 1987/Marte e 1988/Sol novamente                 reiniciando-se a sequência.

     Como Saturno é nosso regente em 2017, imediatamente é dado        ao Orixá Oxossí a regência do ano de 2017.



      Referências:
1-                 http://umbandadejesus.blogspot.com.br/

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

MESTRE EL MORYA – 1º. RAIO DA VONTADE DIVINA

                 



O Mestre Ascenso El Morya Khan, detém os cargos de Chohan do 1º raio da Vontade Divina, e chefe do conselho de Darjeeling da Grande Fraternidade Branca. 

Chohan é uma palavra tibetana que significa "Senhor", "Mestre" ou "Chefe".
Os 7 raios que descem do coração de Deus, diretamente para a humanidade, são cada um deles,  dirigidos por um dos 7 Chohans, escolhidos por Deus para representar cada raio. A Eles, cabe a função de focalizar a consciência Crística (da perfeição) do respectivo raio.
Através dos ensinamentos do Mestre Morya, conseguimos atingir as qualidades de liderança, com o uso apropriado do poder e da palavra, e a rendição final à divina vontade de Deus.

El Morya nos ensina a atingir a perfeição dos nossos atos e palavras. Seguindo seus ensinamentos, estamos sempre sob a proteção dos anjos do 1º raio, encontramos a Fé em Deus e a direção divina para tudo.
Aprendemos a obedecer os mandamentos de Deus e a Amar a Deus e sua lei acima de tudo. Ampliamos nosso Poder divino, nossa Coragem, nossa Luz e energia.

Ele pode ajudar a todos os  sinceros estudantes, que desejam manifestar estas virtudes, a governar o chakra da garganta para servir e manifestar esta maravilhosa luz da vontade divina.
O estudante que deseja realmente seguir os ensinamentos dos Mestres Ascensos, seja em que raio for, deve começar por escrever uma carta para o Chohan do primeiro raio.

O ensinamento mais importante de El Morya, concerne à Vontade de Deus; o plano divino que Deus tem para cada um de nós. Ele ensina a seus alunos, que ao buscarmos o alinhamento com a Vontade de Deus, gradualmente reunir-nos-emos ao nosso Eu Superior.

O plano divino é a nossa missão e razão de vida e precisa ser manifestado/ concluído, para que possamos ascender na luz e cessar a roda viva de encarnações. Para que possamos ascensionar, não basta servir a vida e queimar carma, ou invocar a chama violeta, além disto, precisamos manifestar o plano que Deus tem para nós e que antes de encarnar,  nós nos comprometemos a concluir. 


El Morya foi o patrocinador direto das escolas de mistério: a Sociedade Teosófica, a Agny Yoga, a Ponte para a Liberdade e a Summit Lighthouse.

Em 1851, El Morya contatou Helena Petrovna Blavatsky. Ele vivia sua ultima encarnação na Terra, e era o mais conhecido dos mahatmas tibetanos, um príncipe Rajput na classe de guerreiros e governantes da Índia, muito respeitado por sua coragem e honra. O mahatma Morya era, nas palavras de Blavatsky - “um gigante, de quase dois metros de altura, e de um porte magnífico; um tipo esplêndido de beleza masculina”.

Sua luta em levar as antigas verdades espirituais do Oriente para as tradições do Ocidente, é o que faz de  El Morya, um ser tão notável. A missão de El Morya, na criação e patrocínio da Sociedade Teosófica, era preparar o mundo para a vinda de um grande professor espiritual, esperado no último quarto do século 20, ou seja, entre 1975 e 2000.

Helena Blavatsky e o coronel Henry Steel Olcott fundaram a Sociedade Teosófica, sob a direção de El Morya, em 07 de setembro de 1875, na cidade de Nova Iorque. E em 1879, transferiram a sede  para Bombaim, na Índia e em 1882, para Adyar, Madras (atualmente Chennai), no sul da Índia, onde permanece até hoje. Esta escola só veio para o Brasil em 1910.
A Sociedade Teosófica recebeu muitos ensinamentos do Mestre Morya e de seu bom amigo, o Mestre Koot Hoomi Lal Singh (hoje, Mestre Ascenso Kuthumi), enviadas por meio de cartas conhecidas como as "cartas dos Mahatmas". Estas cartas encontram-se atualmente em um museu em Londres.


Não se sabe por certo a data do seu nascimento, mas sua ascensão foi em 1898 e a comemoração de sua ascensão, ocorre todo dia 4 de abril. A nota-chave musical do Mestre Morya, é "Pompas e Circunstância" e o seu retiro no plano etéreo está localizado sobre Darjeeling, na Índia.

Em 1887, durante uma conversa com o escritor Charles Johnston (marido de Vera, sobrinha de Blavatsky), quando ele perguntou sobre a idade do Mestre Morya, Blavatsky respondeu:
“Meu querido, não posso dizer exatamente, porque não sei. Mas conto-lhe o seguinte. Eu  encontrei Morya pela primeira vez quando tinha vinte anos. Ele era um homem no auge de sua força, na época. Agora, sou uma mulher velha, mas ele não parece nem um dia mais velho. Ele ainda está no auge da sua força. Isto é tudo o que posso dizer. Tire suas próprias conclusões”.

Quando o sr. Johnston insistiu e perguntou se os mahatmas haviam descoberto o elixir da vida, ela respondeu seriamente:
“Isso não é um mito. É apenas o véu que esconde um processo oculto real, o afastamento da velhice e da dissolução durante períodos que pareceriam fabulosos. O segredo é o seguinte: para todo ser humano há um climatério, quando ele deve se aproximar da morte. Se ele desperdiçou as suas forças vitais, não há escapatória, mas se ele viveu de acordo com a lei, pode atravessar esse período e assim continuar no mesmo corpo quase indefinidamente”.

Entre os anos de 1920 e 1930, agora na qualidade de Mestre Ascenso, El Morya patrocinou a fundação Agny Yoga, com Nicholas e Helena Roerich, que apresentaram os seus escritos em diversas obras publicadas.

A Agny Yoga é hoje um exemplo a ser seguido, onde todos os textos de suas obras estão disponíveis gratuitamente na Internet. Confira no endereço www.agniyoga.org.
Em 1944, El Morya e o Mestre Ascenso Maha Chohan, começaram a trabalhar com Geraldine Innocente. Muitos afirmam que Geraldine é a chama gêmea de El Morya, a mestra ascensa Miriam. Elizabeth Clare Prophet, porém,  contradiz esta informação e conta que a chama gêmea de El Morya ainda não está ascensa.

Em 1952, Geraldine Innocente e Frances Ekey separaram-se do Movimento EU SOU e fundam a Ponte para a Liberdade, também sob o patrocínio do Mestre Morya.

Em 1958, Morya chamou Mark L. Prophet, (atualmente Mestre Ascenso Lanello), para fundar a Summit Lighthouse e divulgar os Ensinamentos dos mestres ascensos através das "Perolas de Sabedoria".

Em 1961, El Morya contatou Elizabeth Clare Wulf e a enviou para conhecer Mark Prophet; os dois se reconheceram imediatamente como chamas gêmeas, e então, Mark, Morya, Saint Germain e Maria Santíssima, treinaram Elizabeth Clare Prophet, já como esposa de Mark, para ser a Mensageira da Grande Fraternidade Branca, na escola  Summit Lighthouse.

Dentre as muitas obras ditadas pelos mestres aos mensageiros Mark e Elizabeth Prophet, destacam-se os ensinamentos de El Morya nos livros: "O Chela e a Senda", "O Poder da Palavra Falada", "Ashram Notes", "The Great Adventure" e muitas "Perolas de Sabedoria" com ditados do Mestre Morya.


A sua devoção extraordinária à palavra e às obras de Deus assemelham-se a uma corrente forte que flui por todas as encarnações da sua alma na Terra, por ele sempre ter sido um fiel defensor, como advogado, mestre, e uma figura exemplar diante dos nossos espíritos, elevando-se sempre em direção ao Amor divino.

Em suas encarnações mais importantes, El Morya atuou sempre mostrando sua fidelidade à Vontade de Divina.

Ele foi Abraão, o Senhor da Era de Áries, e viveu cerca de 175 anos. Ele trouxe para a humanidade o raio azul do poder divino. Abraão foi o progenitor das doze tribos de Israel. Cada um dos filhos de Deus encarnados na Terra, pertencem a uma destas doze tribos de Israel, descendendo portanto, diretamente da linhagem de Abraão.
O nome Abraão significa - "Pai ou Líder de Muitos". 

Morya foi  Melquior, um dos três reis magos a recepcionar a vinda da manifestação do Cristo em Jesus.
Ele foi o rei Artur da Inglaterra, onde convocou a corte de Camelot para buscar o Santo Graal, e alcançar, através da iniciação, os mistérios interiores do Cristo. Historiadores contam que Artur teria vencido 12 batalhas contra os saxões, sendo a mais gloriosa, a de Badon Hill.
Durante séculos, a história de Artur e os cavaleiros da Távola Redonda, foi contata por toda a Europa, e ainda nos dias de hoje, pelo mundo a fora, levando a mensagem da união em busca da verdade.

El Morya foi Thomas Becket e também Thomas More, onde defendeu a Fé e a Verdade, discordando do Rei Henrique II e VIII, nestas duas encarnações.

Vale explicar aqui, que estas duas encarnações de Henrique, eram a alma de Pedro, o apóstolo de Jesus, que nestas duas vidas como rei da Inglaterra, mandou cortar a cabeça de El Morya, pois Morya não apoiava o seu abuso de poder.

Thomas Becket foi escolhido por Henrique II da Inglaterra, para ser o conselheiro real, uma posição que manteve durante sete anos, como íntimo e leal servidor do rei. Henrique recompensou Becket fazendo-o arcebispo de Cantuária. Becket, vivia uma vida de simplicidade e pobreza e, apesar de ter ajudado Henrique a diminuir o poder dos bispos, passou a defender ativamente os direitos da Igreja. Seguiram-se então, violentas questões com Henrique e um longo período de exílio. Depois de se reconciliarem, entraram em conflito novamente, até que Henrique perguntou se não haveria ninguém capaz de livra-lo "daquele padre turbulento".
Foi então, que quatro cavaleiros ouviram-no e mataram Becket nos degraus do altar de Cantuária. Becket foi canonizado em 1173 e a catedral tornou-se um local de grande peregrinação.

Thomas More nasceu em Londres. Ele entrou para a corte de Henrique VIII em 1520, e tornou-se cavaleiro em 1521. Fez carreira como advogado; como acadêmico, ele foi inicialmente um humanista no sentido consensual do termo. A sua chancelaria distinguiu-se por não admitir a heresia. More, foi um defensor da Verdade.
Henrique VIII, queria divorciar-se e anular seu casamento, mas o Arcebispo de York não conseguiu a aprovação da Igreja e foi forçado por Henrique a demitir-se em 1529. Thomas More, foi então nomeado chanceler em sua substituição.


More era um grande estudioso do direito canônico e sendo ele profundamente religioso, não podia aprovar a anulação do sacramento de Henrique; a posição do Papa Clemente VII era claramente contra o divórcio. Henrique até então desconhecia este fato, mas ao descobrir que não teria o apoio de More, colocou-se a si mesmo na liderança da Igreja na  Inglaterra.
O Parlamento promulgou então,  o Decreto da Sucessão, que incluía um juramento reconhecendo a legitimidade de qualquer criança nascida do casamento de Henrique VIII com Ana Bolena, e repudiando "qualquer autoridade estrangeira, príncipe ou potentado".
More foi chamado a fazer o juramento em Abril de 1535, e perante sua recusa, foi aprisionado na Torre de Londres. A sua reação foi a de manter o silêncio no assunto, o que pela lei poderia ser considerado o consentimento, sem que ele se comprometesse. Esta estratégia falhou no entanto, e More foi julgado, condenado e sentenciado, e posteriormente executado em Tower Hill a 6 de Julho. Sua cabeça foi exposta na ponte de Londres por um mês e depois recuperada (após pagamento de suborno) pela sua filha, Margaret Roper, (uma das encarnações de Elizabeth Clare Prophet).
More foi canonizado como santo da Igreja Católica em 1935. O seu dia festivo é 22 de Junho.


No século 16, El Morya nasceu no Oriente, como  o maior dos imperadores mongol, o grande Akbar. Jalal-ud-Din Mohammed Akbar, o Grande. Nasceu em 15 de junho de 1542 em Agra, e faleceu em 13 de outubro de 1605.
Akbar foi o maior dos imperadores mongóis da Índia, entre 1556 a 1605, e Imperador do Industão. Dedicou sua vida à busca da Verdade. Ele foi descrito pelos historiadores como sendo um perfeito rei filósofo. Este grande amigo do povo comum, surgiu para eles como um Pai. Na Índia, ele foi conhecido como o Pai da tolerância religiosa, ao contrário de seus antecessores e dos costumes da época, por que ele permitiu ao seu povo, o livre arbítrio religioso. Akbar, levou seu povo a um elevado nível espiritual.
Akbar foi o avô do imperador Shah Jaham (uma das encarnações do mestre Kuthumi), construtor do Taj Mahal.

Suas muitas vidas na Terra, são um exemplo a ser seguido. El Morya Khan, foi a vontade de Deus manifestada em toda e qualquer situação.

Busque a comunhão com este mestre do 1º raio, através de seu decreto, clique aqui, ou entoe seu nome, como um mantra (veja abaixo) repetidas vezes, e verá como ele fará a diferença em sua vida.




Encontre a vontade divina para sua vida entoando este mantra do Mestre El Morya:
"El Morya,  El Morya, El Morya Khan, Eu quero a Vontade Divina!
A Vontade de Deus é boa! Ilumina, Ilumina, Ilumina!" (108x)

http://www.grandefraternidadebranca.com.br/

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

OS REIS MAGOS E A ASTROLOGIA

           6 de janeiro, dia do Astrólogo














Quase todo mundo conhece a história dos Reis Magos, mas nem todos sabem que eles eram astrólogos e que o dia 6 de janeiro, além de ser dedicado aos homens que teriam presenteado Jesus, também é dia do Astrólogo.
       “E, tendo nascido Jesus em Belém de Judéia, no tempo do rei Herodes,eis que uns magos vieram do oriente a Jerusalém” (Mateus 2:1-2)


Os Reis Magos são citados apenas uma vez na Bíblia, no Evangelho de Mateus. Embora a citação bíblica esteja no plural, não especifica quantos eram. Segundo a tradição, eram três, chamados Gaspar, Melchior e Baltasar e, muitos séculos depois, associados à Índia, Pérsia e Arábia, respectivamente. Note-se que eles não são chamados de reis, mas de magos, palavra com origem no latim e no grego e que significa sábios ou sacerdotes, o que indica que eram homens que detinham muitos conhecimentos, inclusive sobre astrologia, matéria que não estava totalmente separada da astronomia e que tinha grande importância no Oriente Médio naquela época

Acreditava-se que, assim como estrelas cadentes pressagiavam grandes acontecimentos, algum evento celeste significativo deveria prenunciar o nascimento do Messias. Os Reis Magos, utilizando de seus vastos conhecimentos, teriam estudado a configuração celeste e viajado milhares de quilômetros, seguindo o brilho da Estrela de Belém, que anunciava o nascimento de Jesus, o Cristo. Há hipóteses modernas que identificam esta estrela com a conjunção simultânea, que aconteceu no ano 7 antes de Cristo, na constelação dos Peixes, mas talvez seja mais um simbolismo da narrativa. Consta que os Reis Magos procuravam o rei Herodes e que teriam encontrado Jesus logo após o seu nascimento, para lhe ofertar os presentes que haviam trazido: ouro, incenso e mirra. No entanto, algumas versões dão conta que eles só teriam encontrado Jesus quando ele já era um menino.

De acordo com uma tradição medieval, os Reis Magos teriam se reencontrado quase 50 anos depois do primeiro Natal, em Sewa, uma cidade da Turquia, onde teriam morrido. Seus corpos teriam sido levados para Milão, na Itália, onde teriam permanecido até o século 12, quando o imperador germânico Frederico dominou a cidade e teria trasladado as urnas mortuárias para Colônia, na Alemanha. Até, hoje, quem visita a catedral da cidade é informado que ali repousam os restos mortais dos Reis Magos, embora alguns estudiosos não acreditem nessa versão.

Na verdade, não há comprovação ou evidência histórica inequívoca da existência dessas pessoas, o que não diminui a beleza da simbologia do nascimento de Cristo narrado no Evangelho de Mateus. Seja como for, em muitas culturas em várias partes do mundo, o dia 6 de Janeiro é dedicado aos Reis Magos e é neste dia que é feita a troca de presentes. Aqui no Brasil, a data é conhecida como a Festa de Santos Reis, importante manifestação cultural do nosso povo. E não por acaso, no dia 6 também se comemora o Dia do Astrólogo.
Parabéns a todos que se dedicam ao estudo desse saber milenar. 
Fonte: https://www.viastral.com.br/materia/os-reis-magos-e-a-astrologia/



segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

2017 ANO DO GALO DE FOGO

Signo do Galo




                                               

Os anos do Galo: são 1993, 1981, 1969, 1957, 1945, 1933, 1921...           
As horas governadas pelo Galo: 5 p.m. às 7 p.m.
Sentido do seu Signo: Directamente para o Oeste
Princípio da estação e mês: Outono - Setembro
Corresponde ao Signo ocidental: Virgem
Elemento fixo: Metal
Haste: Negativo
Cor: Vermelho profundo
Fragrância: Óleo de myrtle
Sabor: Muito doce
Alimento: Carne de churrasco
Bebida: Cidra
Condimento: Mostarda
Animal
: Cervos, impala
Planta
Rhododendron
Flor: Crisântemos Árvore: Carvalho
Metal: Zinco
Pedra preciosa: Topázio
Instrumento musical: Oboé
Dia do Mês: 22
Número: 46



Ano do Galo
O optimismo do ano do macaco sobrepõe o ano do galo, mas o galo tende a ser muito confidente e é determinado nos seus planos. Quando o galo colorido trouxer dias brilhantes e felizes, dissipará também a energia. Os seus trajectos são práticos e bem provados. Esqueça esse best sellercontroverso que se estava a preparar para escrever. Não inicie nenhum esquema rápido ou rico este ano, por favor!
Este ano pode requerer muito esforço. Os riscos especulativos deverão ser evitados. Os desapontamentos e os conflitos estarão na ordem do dia. O galo gosta de impor a  sua autoridade e muitos dos problemas podem vir da sua atitude dominadora. Mas desde que simbolize também o bom administrador e o consciencioso justiceiro, a paz será mantida. Tudo será balançado precariamente no ano do galo.
Este ano nós poderemos ter que despender de um esforço máximo para um ganho mínimo. Os detalhes necessitam de ser vistos, mas será bom não esquecer de ver o contexto por inteiro. Seja cauteloso. Não aponte demasiadamente alto.
A política aderirá às políticas de linha dura. A cena diplomática será dominada pelos oradores filosóficos. Não pode haver nenhum confronto real. Quase todos estarão demasiado ocupados com eles mesmos para ouvirem ou se importarem com o que a outra pessoa possa estar a dizer. Tenderemos a ser terrivelmente ostensivos sobre a imagem que projectamos e pensamos nós ser esplêndida. 
Este será um ano flutuante apesar da tendência do galo para fazer das coisas simples as mais complicadas. Uma coisa é certa: raramente vem de mãos vazias. Este é o ano de uma ave muito auto suficiente que nunca irá com fome. Nossos bolsos não estarão vazios embora os nossos nervos possam ser um bocado desgastados.

Personalidade do Galo
São frequentemente brilhantes mas não muito práticos. São hesitantes e confiáveis. O galo, nascido sob o signo da sinceridade, tem uma personalidade floreada e colorida e é meticuloso em tudo o que faz. Os nascidos sob este signo tendem a ser bem organizados e preferem planear bem todas as actividades. São altamente inteligentes e são geralmente bem instruídos. Também exibem um grande sentido de humor e são uns eficazes e persuasivos oradores. Amam a discussão e o debate e exibem pouca hesitação em falar no que lhes vai na cabeça, frequentemente sendo pertinentes nos seus pontos de vista. O galo é geralmente muito digno nas suas maneiras e apresenta-se com um ar de autoridade.
Outra característica do galo é que carregará sempre um caderno ou pequenos pedaços de papel, constantemente escrevendo lembretes ou factos importantes.  Tendem às vezes a deixar a sua imaginação funcionar afastando-se com eles. Odeiam também o criticismo e qualquer um que tente erguer-se demasiado nos seus assuntos não será bem tratado.
Os Galos tendem também a conduzir vidas sociais muito saudáveis, apreciam frequentar festas e outros recolhimentos sociais. Geralmente têm um círculo largo de amigos e têm facilidade em fazer novos contactos. Tendem também a ser interessados pelo ambiente,  casos humanitários, e em qualquer coisa que afecte o bem-estar dos outros, porque o galo tem uma natureza muito sensível importando-se com o que se passa à sua volta, está sempre disposto a ajudar os menos afortunados.
O galo geralmente tem uma família grande e, como pai, tem um interesse particularmente activo na instrução dos seus filhos. São extremamente leais aos seus sócios enquanto estes lhes permitirem perseguir todos os seus variados interesses. 
O galo é muito distinto na aparência e, se o trabalho permitir, desgastaria um uniforme com orgulho. Não são adversos à publicidade, escolhendo preferivelmente ser o centro das atenções sempre que possível.

A mulher Galo
Fisicamente tão bem como psicologicamente, a mulher do galo parece ser uma pessoa de extremos. Raros são aqueles nativos deste signo que se confinam perto da média das outras pessoas. A fêmea do galo pode ser excessivamente bonita - é o tipo de beleza de tirar o ar, que leva os homens à falência ou ao suicídio. Ou ao contrário pode ser muito feia, mas a sua aparência tem o seu próprio encanto particular e poderá servir como um bom meio de sedução.
Poucas mulheres possuem tanto magnetismo quanto a fêmea do galo. A todo o lado que vai a sua presença é imediatamente sentida de forma forte por todos em torno dela; as pessoas simplesmente não poderiam remanescer indiferentes a ela. Parece ter os poderes estranhos, um lado literalmente mágico na sua natureza, um ar misterioso - em suma, algo que atrai e perturba ao mesmo tempo. Mas a mulher do galo pode estar ou não ciente da seu aura inquietante.
O seu corpo é ondulante, como o corpo de uma serpente. De forma geral  permanece delgada até uma idade avançada sem correr o risco da obesidade. Tem as mãos longas e secas. Gosta de ter as unhas longas, que pinta frequentemente de vermelho profundo. Com tais características poderia caber dentro da representação típica das bruxas, ela realça a impressão de quem tem o poder mágico.


O Homem Galo
Tanto quanto a aparência geral, nós podemos distinguir dois tipos principais de homens do galo: Um é bem constituído, assemelhando-se à representação clássica de Hércules; o outro recorda um tanto Apolo, com seus membros longos, a cintura fina, e os músculos moderadamente aparentes. 
O nativo de um ou outro tipo tem ombros largos e as mãos grandes, poderosas. Estes e suas outras características físicas denotam a presença nele de uma fonte intensa da energia - o tipo da energia comum em praticantes de karaté no momento em que expiram concentrando toda a sua força no corpo. 
Este sujeito tem uma cara quase quadrada e cabelo denso que gosta frequentemente de cortar. A boca, descaída a um lado como se tivesse um sorriso forçadamente perpetual, pode provar o esforço contínuo que faz para controlar a seu agressividade. A sua voz doce e agradável contrabalança eficazmente a severidade da sua aparência geral.




Os cinco tipos de Galos

GALO METAL - 1861, 1921, 1981
Um tipo prático, exigente e industrial de galo com um jeito próprio para cativar os outros com os seus brilhantes poderes de dedução. Investigador, optimista e idealista, terá uma atitude apaixonada para o trabalho. O metal fá-lo-á critico e forte, terá uma grande necessidade de relevar  importância e fama. Poderia ser fastidioso sobre a sua imagem ou demasiado convencido e não pode subscrever os pontos de vista dos outros prontamente. Embora seja factual e razoável, é-lhe difícil ser totalmente imparcial quando o seu ego é desafiado directamente. Quando é negativo, sujeitar-se-á mesmo a uma examinação clínica rotineira. O galo do metal podia ser inibido com as suas emoções apesar de seu bravo aspecto externo. Insistirá em manter a ordem na sua vida e exigirá condições higiénicas aonde quer que esteja ou vá. Mas quando este galo aquisitivo for atraído à riqueza material, apelará também a reformas sociais. Sentirá a necessidade de estender os seus serviços e conhecimentos a todo a humanidade e sentir-se-á realizado em resolver problemas sociais ou em instigar reformas para o avanço da humanidade.


GALO ÁGUA - 1873, 1933, 1993
Este é o tipo intelectual de galo que empregará perseguições culturais. Tem uma energia e iniciativa tremenda na eliminação de tudo o que se revele perigoso, estes seus recursos procurá-los-á usar ou alistar a ajuda de outra pessoa para se apressar na vitória.
Com a água como seu elemento, será dado ao pensamento sendo a sua  praticabilidade desobstruída. Você pode raciocinar com ele, porque será recompensado quando enfrentado com probabilidades impensáveis. Não é tão austero e ou mártir como os outros galos.
Proficiente no uso da palavra escrita e de comandante quando orador, o galo da água pode balançar multidões e incitar a  acção disposta de outros. Terá fortes conhecimentos científicos e estará interessado na saúde, na medicina e na tecnologia. As funções da sua mente tendem à eficiência computorizada e assim poderá perder a vista das edições principais quando stressado falhando os detalhes. Os sistemas e os procedimentos fascinam-no e quando obcecado com a perfeição ele poderá ser burocrático e trivial.



GALO MADEIRA - 1885, 1945, 2005
Um tipo expansivo do galo com uma forma de estar e pensar na vida diferente dos outros. Embora seja menos teimoso, tem ainda a tendência de complicar matérias e começá-las do início. Deve aprender a conter o seu excessivo entusiasmo e evitar o exagero de esperar demasiado de todos. Não importa como bem intencionado possa ser, mas as suas regras com os seus subordinados pode deixá-los loucos.
A madeira fá-lo ser orientado, e quando a madeira é combinada com as suas virtuosas qualidades de honestidade e integridade, o seu desempenho nas seus cartas e gráficos espantarão todos.
Apesar de estar sempre ocupado, nada o  impede de se preocupar com os outros relevando para segundo plano o interesse próprio. Procurará contribuir e, ou melhorar circunstâncias sociais existentes. Ansioso da congenialidade, procurará a aproximação com pessoas de confiança para trabalhar e terá o registo excelente da confiabilidade. Será basicamente um galo e trabalhará sempre para proteger a sua segurança. 


GALO FOGO - 1897, 1957, 2017
Possivelmente uma estrela disparando. Com o fogo como seu elemento, este galo será vigoroso, altamente motivado e autoritário. Poderá agir independentemente com precisão e grande habilidade, embora poderia também ser temperamental, dramático e às vezes nervoso.
Determinado na perseguição do sucesso, indicará a liderança como manager acima da média. O galo diligente e intenso do fogo conduz os seus próprios interesses. Será insensível pelos sentimentos ou pelas opiniões pessoais dos outros, mas será profissional e ético nas suas transacções.
Às vezes, é demasiado inflexível para fazer acordos duradouros e terá as pessoas e situações sob um microscópio para observação. Se as coisas não preencherem as suas expectativas, poderá assumir o papel de um Inquisidor ou causar mau estar aos que o rodeiam.

Contudo tem talento para a organização e apesar dos seus outros instintos, este tipo de galo terá as intenções mais nobres por detrás das suas acções. Poderia projectar uma imagem pública estimuladora e dinâmica.


GALO TERRA - 1859, 1919, 1969
Um galo estudioso, analítico e sondando sempre a verdade, amadurece cedo e compila a sua própria irrefutável informação. A terra assegura a exactidão, eficiência e cuidado nas atribuições que realizar. Saberá distinguir os factos. Com ele, você começará primeiro pela linha inferior.
Sem medo de assumir vastas responsabilidades, este galo não fala em vão. É despretensioso e dogmático, terá fortes tendências de missionário. Adora conduzir a temática das reuniões, estimula todos a trabalhar mais duramente e a seguir o seu brilhante exemplo. Pode conduzir a uma existência simples e austera até encontrar trabalho que o recompense. Fanaticamente sistemático, manterá notas, dados e registo de  tudo o que faz para a posteridade.
Um taskmaster duro, um educador estrito e um crítico muito temido, o galo da terra semeará e continuará do alvorecer ao pôr do sol e terá  sucesso para mostrar o seu esforço e  se puder trazer exemplos práticos nas suas aspirações.




O GALO e os seus ascendentes

Nascido durante as horas do Rato - entre as 11 p.m. e  1 a.m.
Mistura do encanto e da curiosidade. O galo é mais social e aceitável com a influência do rato nele. Ainda discute, mas de uma maneira mais agradável.
Nascido durante as horas do Boi - entre a 1 a.m. e 3 a.m. 
O boi, com seus pés bem  firmemente plantados, podia trazer o galo de volta à terra. Mas ambos os signos tendem para a autoridade e se puderem serão ásperos quando detentores de poderes absolutos. 
Nascido durante as horas do Tigre - entre as 3 a.m. e 5 a.m.
Magnético mas um bocado incoerente por natureza. Podia fundir o quente e o frio na mesma respiração. As qualidades analíticas do galo podem variar pelas maneiras imprevisíveis do tigre. O resultado é mais tornar-se mais auto confiante do que o normal.
Nascido durante as horas do Coelho - entre as 5 a.m. e 7 a.m. 
Uma ave quieta, eficiente que controla sempre do início até sem-fim. Um galo pouco problemático, mas um perito em blufar.
Nascido durante as horas do Dragão - entre as 7 a.m. e 9 a.m. 
Um galo que não o se deixa vencer, terá que ser detentor do poder. O dragão dentro dos seus feitos torna-o ultra-assertivo e destemido. Deitará  abaixo a oposição com a finesse de uma escavadora.
Nascido durante as horas da Serpente - entre as 9 a.m. e 11 a.m. 
Um galo sábio e estranho. A serpente torna-o secretivo. Este galo pode mesmo ocupar-se do seu próprio negócio e mantém as suas opiniões.
Nascido durante as horas do Cavalo - entre as 11 a.m. e 1 p.m. 
Um galo prático com reflexos rápidos e afiados. Ambos os signos têm um gosto colorido, mas o cavalo poderia ensinar o galo a não desperdiçar o tempo em acções de risco. O resultado é que as suas perseguições poderiam pagar uns dividendos mais elevados.
Nascido durante as horas da Cabra - entre as 1 p.m. e 3 p.m.
Um amável galo menos assertivo. O poder da cabra poderia amadurecer as maneiras do galo. Uma coisa boa após tudo.
Nascido durante as horas do Macaco - entre as 3 p.m. e 5 p.m.
Um galo oficioso mas congenial, sendo mais virado para fazer negócios conciliadores. Uma mulher galo feliz e afortunada, bem sucedida e impetuosa.
Nascido durante as horas do Galo - entre as 5 p.m. e 7 p.m. 
Uma dose dupla de eficiência e criticismo meticuloso que poucos conseguem engolir. Provavelmente poderá ser muito notável, altamente excêntrico e excedente nos detalhes. Estará numa classe muito própria.
Nascido durante as horas do Cão - entre as 7 p.m. e 9 p.m.
Galo susceptível de falha nos seus cálculos mas no entanto muito justo. O cão fá-lo menos convencido. No entanto, você deve esperar uma cor espectacular desta combinação de duas mentes igualmente idealistas e de línguas afiadas.
Nascido durante as horas do Porco - entre as 9 p.m. e 11 p.m. 
Um galo complacente que insistirá em o ajudar quer você gosta ou não! O seu brilho pode estar na superfície sendo uma borboleta social completamente incapaz de ser desonesto.



Compatibilidade entre os signos
Signo do Rato
Dificuldades em se relacionarem. Nenhum laço durável ou especial pode ser conseguido. Evitar-se-ão ou tolerar-se-ão moderadamente no seu melhor.
Signo do Boi
União excelente. Uma equipa altamente bem sucedida. Não existem dificuldades em se comunicarem. Têm bastante em comum.
Signo do Tigre
Abertura de comunicação e reservas mútuas. Muitos contrastes ligeiros e irritantes. Relações moderadas no seu melhor.
Signo do Coelho
Não compatível. Discussões. Não se podem compreender. Desfasados na personalidade no amor e no negócio. Muito pouco em comum.
Signo do Dragão
Muito compatível e altamente bem sucedida esta combinação. União próspera e feliz. Compreensão profunda entre si. Laços duradouros.
Signo da Serpente
Relacionamento excelente no casamento ou nas parcerias. Confiança e compreensão entre si. Com ligações fortes, será uma equipa muito bem sucedida.
Signo do Cavalo
Respeito distante entre si. Diferenças e barreiras de personalidade a superar para que possam trabalhar juntos com sucesso.
Signo da Cabra
Algumas reservas e dificuldades mútuas em se relacionarem. Cada um tolerará  a outra companhia apenas até certo ponto.
Signo do Macaco 
Laços moderados ou formais. Não se preocuparão em se compreender. Poderão cooperar quando o interesse mútuo assim o obrigue.
Signo do Galo
Confronto de vontades e luta pela superioridade. Poucas áreas de compreensão. Laços civis no seu melhor.
Signo do Cão 
Moderação para arrefecer os laços. Problemas no relacionamento e algum ressentimento subjacente. Apenas tolerar-se-ão no seu melhor.
Signo do Porco 
Poderão ter algumas áreas de interesse comum. Nenhuma compreensão profunda sobre a personalidade do outro, mas cooperarão quando necessário.

Embora muitos dos seus projectos falhem, o galo tem poderes maravilhosos de recuperação e frequentemente pode suportar à sua maneira muitas situações difíceis.

Relacionamento
Têm tendência para ser egoístas e de se esquecerem de considerar os outros.

O melhor Sócio
Dragões, Bois, e serpentes.

Personalidades Galo
Michael Caine, Zorra Parton

Fonte: http://www.hoops.pt/astrologia


LUA FORA DE CURSO LFC

Hoje vamos falar sobre um fenômeno astrológico muito comum e que afeta a todo mundo gerando muita curiosidade.  A Lua está sempre em m...