sexta-feira, 5 de junho de 2015

A MEDICINA AYURVÉDICA

A MEDICINA AYURVÉDICA E OS DOSHAS

Existe muito a ser dito a respeito de cada um dos doshas, mas suas funções básicas podem ser definidas ampla e simplesmente: o dosha Vata é o princípio dominante no corpo que controla o movimento; o dosha Pitta controla o metabolismo e a digestão; e o dosha Kapha é responsável pela estrutura física e o equilíbrio dos fluidos.
Cada célula do corpo precisa conter esses três princípios a fim de sustentar a vida. Você precisa ter Vata para o movimento, para respirar, para que o sangue circule, para que os alimentos se desloquem através do aparelho digestivo, e para enviar impulsos nervosos ao cérebro e a partir dele. Precisa ter Pitta a fim de assimilar e processar os alimentos, o ar e a água através dos diversos sistemas do corpo. Tem necessidade de Kapha, ou estrutura, para manter as células juntas e formar os músculos, a gordura, os ossos e o tecido conjuntivo.
Embora a natureza precise dos três princípios para criar e sustentar a vida humana, cada um de nós encerra diferentes proporções dos doshas em nossa constituição básica. Quando digo, por exemplo, que uma pessoa é do "tipo Vata", estou querendo dizer que certas características Vata são dominantes na estrutura dessa pessoa. Os indivíduos do tipo Pitta ou do tipo Kapha terão suas características predominantes particulares.
Ao identificar e compreender seu tipo de corpo, você pode colocar sua alimentação, sua rotina diária e até mesmo seu comportamento casual em perfeita harmonia com sua fisiologia como um todo - e você começa a ter acesso a suas reservas internas de energia. Vamos examinar mais de perto as características dos três tipos de corpo.






VATA
Vata é o princípio governante do corpo. A influência de Vata em um ser humano individual pode ser comparada à ação do vento na natureza. Como o vento, Vata está sempre em movimento e tende a ser rápido, frio, seco, áspero e leve. As pessoas que são tipos Vata também são dominadas por essas qualidades.

Características do tipo Vata:
• Constituição física leve e magra
• Executa rapidamente as atividades
• Fome e digestão irregulares
• Sono leve e interrompido; tendência para a insônia
• Entusiasmo, vivacidade, imaginação
• Excitabilidade, disposição de ânimo variável
• Capta rapidamente novas informações mas também esquece rápido
• Tendência a se preocupar
• Tendência a ter prisão de ventre
• Fica cansado rapidamente, tendência a se esforçar demais
• A energia física e mental se manifesta aos arrancos.


É extremamente Vata:
• Sentir fome a qualquer hora do dia ou da noite
• Amar a agitação e as constantes mudanças
• Ir dormir em horas diferentes a cada noite, pular refeições e ter hábitos irregulares de um modo geral
• Digerir bem a comida num dia e mal no outro
• Ter crises emocionais de curta duração e que são logo esquecidas
• Andar depressa
A característica do tipo Vata é a "mutabilidade". As pessoas de Vata são imprevisíveis e muito menos estereotipadas do que as do tipo Pitta ou Kapha. Sua variabilidade - de tamanho, forma, disposição de ânimo e ação - é a característica que o distingue. No caso da pessoa do tipo Vata, a energia física e mental se manifesta aos arrancos. Os indivíduos desse tipo tendem a andar depressa, ter fome a qualquer hora, amar a excitação e a mudança, ir dormir a uma hora diferente a cada noite, pular refeições e digerir bem a comida em um dia e mal no dia seguinte.

PITTA
O dosha Pitta governa a digestão e o metabolismo. Pitta é responsável por todas as transformações bioquímicas que ocorrem no corpo, e está estreitamente envolvido com a produção de hormônios e enzima. O Pitta no corpo é comparado ao princípio do fogo na natureza - ele queima, transforma e digere. Pitta é quente, aguçado e ácido, e as pessoas do tipo Pitta geralmente exibem essas qualidades.

Características do tipo Pitta:
• Constituição física média
• Força e resistência médias
• Fome e sede intensas, digestão forte
• Tendência a ficar zangado e irritado quando estressado
• Pele clara ou rosada, amiúde sardenta
• Aversão ao sol e ao calor
• Caráter empreendedor, aprecia os desafios
• Intelecto aguçado
• Fala precisa e articulada
• Não consegue pular refeições
• Cabelo louro, castanho ou ruivo (ou com nuanças avermelhadas)

É extremamente Pitta:
• Ficar faminto se o jantar atrasar meia hora
• Viver em função do relógio e detestar desperdiçar o tempo
• Acordar à noite sentindo calor e sede
• Assumir o comando de uma situação ou sentir que deveria fazê-lo
• Aprender através da experiência que as outras pessoas às vezes o acham por demais exigente, sarcástico ou crítico
• Ter um andar determinado
A intensidade é a principal característica do tipo Pitta. Cabelo ruivo e uma face rosada indicam uma predominância de Pitta, bem como a ambição, a inteligência aguçada, a franqueza, a ousadia e a tendência a ser argumentador ou ciumento. Mas o lado combativo de Pitta não precisa se expressar de uma forma extravagante ou grosseira. Quando equilibradas, as pessoas Pitta são calorosas, carinhosas e satisfeitas. É extremamente Pitta ter um andar determinado, sentir-se extremamente faminto se a refeição atrasar meia hora, acordar à noite sentindo sede, viver em função do relógio e se ressentir de desperdiçar o tempo.

KAPHA
O dosha Kapha é responsável pela estrutura do corpo. O Ayurveda diz que Kapha está relacionado com os princípios da terra e da água na natureza. O dosha Kapha é tipicamente pesado, estável, firme, frio, oleoso, lento, inerte e macio, e as pessoas do tipo Kapha se caracterizam por essas qualidades materiais.

Características do tipo Kapha:
• Constituição física sólida e poderosa; grande força e resistência físicas
• Energia uniforme; movimentos lentos e graciosos
• Personalidade tranquila e relaxada; custa a ficar zangado
• Pele fria, suave, espessa, pálida e frequentemente oleosa
• Custa a captar novas informações, mas depois que as assimila costuma retê-las bem
• Sono pesado e prolongado
• Tendência para a obesidade
• Digestão lenta, fome moderada
• Afetuoso, tolerante, magnânimo
• Propensão para ser possessivo, satisfeito consigo mesmo.

É extremamente Kapha:
• Ficar ruminando as coisas durante um longo tempo antes de tomar uma decisão
• Levantar devagar, ficar na cama um longo tempo e precisar tomar um café logo que acorda
• Ser feliz com o status quo e preservá-lo apaziguando os outros
• Respeitar os sentimentos das outras pessoas (com relação às quais sente uma genuína empatia)
• Buscar conforto emocional na comida
• Ter movimentos graciosos, olhos lânguidos e um andar deslizante, mesmo quando gordo
A característica básica do tipo Kapha é "relaxado". O dosha Kapha gera estabilidade e regularidade. Ele fornece a força e a resistência física que definem a estrutura robusta das pessoas típicas do tipo Kapha. Elas são consideradas afortunadas no Ayurveda porque, por via de regra, gozam de excelente saúde e expressam uma visão do mundo serena, feliz e tranquila. É extremamente Kapha ruminar as coisas durante um longo tempo antes de tomar uma decisão, dormir profundamente e levantar devagar, buscar conforto emocional na comida, mostrar-se feliz com o status quo e tranquilizar os outros para preservá-lo.


DESCOBRINDO SEU TIPO DE CORPO
Até aqui nossa intenção foi introduzir os doshas e mostrar como podemos distingui-los uns dos outros. Mas é importante compreender que a maioria das pessoas são "bi-dóshicas". A constituição delas é estruturada em torno de uma combinação de dois tipos de corpo, e, em alguns casos, dos três.
O efeito prático dessas idéias se tornará mais claro quando você completar o seguinte questionário, que se destina a ajudá-lo a determinar suas influências particulares dos doshas. Antes de continuar a leitura, sugiro que você reserve trinta minutos para responder às seguintes perguntas e avaliar suas respostas.




QUESTIONÁRIO AYURVÉDICO DO TIPO DE CORPO

O teste que se segue está dividido cm três seções. No caso das primeiras 20 declarações, que se aplicam ao dosha Vata, leia cada afirmação e atribua a ela o valor 0, 3 ou 6 (o que mais se aplicara você).
0 = Não se aplica a mim
3 = Aplica-se um pouco a mim (ou parte do tempo)
6 = Aplica-se muito a mim (ou quase o tempo todo)
No final da seção, anote sua contagem Vata. Por exemplo, se você marcar 6 na primeira afirmação, 3 na segunda e 2 na terceira, seu total até esse ponto seria 6 + 3 + 2 = 11. Totalize a seção inteira dessa maneira, e você chegará à sua contagem Vata final. Vá então adiante para as declarações Pilta e Kapha.
Ao terminar, terá três contagens diferentes. Ao compará-las, você irá determinar seu tipo de corpo.
No caso dos traços relativamente objetivos, sua escolha geralmente será óbvia. No caso do comportamento e das características mentais, que são mais subjetivos, você deve responder de acordo com a maneira como sentiu e agiu na maior parte da sua vida, ou, pelo menos, nos últimos anos.

1ª SEÇÃO: VATA

Não se aplica a mim
Aplica-se algumas vezes a mim
Aplica-se quase sempre a mim
1. Executo rapidamente as atividades.



2. Não sou bom em memorizar as coisas e depois lembrá-las mais tarde.



3. Sou animado e vivo por natureza.



4. Sou magro - não engordo com facilidade.



5. Sempre aprendi coisas novas com muita facilidade.



6. Meu andar característico é leve e rápido



7. Costumo ter dificuldade em tomar decisões.



8. Tenho tendência a ter gases e prisão de ventre.



9. Tenho tendência a ter mãos e pés frios.



10. Fico ansioso ou preocupado com frequência.



11. Não tolero tão bem o frio quanto a maioria das pessoas.



12. Falo rápido e meus amigos acham que eu falo muito.



13. Minha disposição de ânimo muda com facilidade e sou um tanto ou quanto emotivo por natureza.



14. Frequentemente tenho dificuldade em dormir ou em ter uma noite de sono reparador.



15. Minha pele tende a ser muito seca, especialmente no inverno.



16. Minha mente é muito ativa, às vezes inquieta, mas também muito imaginativa.



17. Meus movimentos são rápidos e ativos; minha energia tende a se manifestar em surtos.



18. Fico facilmente agitado.



19. Tenho tendência a ter hábitos alimentares e de sono irregulares.



20. Aprendo rápido, mas também esqueço rápido.



CONTAGEM VATA




2ª SEÇÃO: PITTA

Não se aplica a mim
Aplica-se algumas vezes a mim
Aplica-se quase sempre a mim
1. Eu me considero muito eficiente.



2. Costumo ser extremamente preciso e organizado nas minhas atividades.



3. Tenho a mente decidida e resoluta e sou um tanto ou quanto enérgico.



4. Sinto um mal-estar ou fico facilmente fatigado no calor - mais do que as outras pessoas.



5. Transpiro com facilidade.



6. Embora nem sempre o demonstre, fico irritado e zangado com bastante facilidade.



7. Não me sinto bem quando pulo uma refeição, ou se almoço ou o jantar atrasa.



8. Meu cabelo tem uma ou mais das seguintes características:
    tendência a ficar grisalho ou calvo cedo / fino e liso / louro, ruivo ou cor de areia



9. Tenho muito apetite; consigo comer uma grande quantidade de comida se o desejar.



10. Muitas pessoas me consideram teimoso.



11. Minha evacuação e bastante regular - é mais fácil eu ter diarréia do que prisão de ventre.



12. Fico impaciente com muita facilidade.



13. Tenho a tendência a ser perfeccionista com relação a detalhes.



14. Fico zangado com muita facilidade, mas depois esqueço rapidamente.



15. Gosto muito de alimentos frios, como sorvete, e também de bebidas geladas.



16. É mais fácil eu achar que um ambiente está quente demais do que frio demais.



17. Não tolero alimentos muito quentes e picantes.



18. Não tolero as desavenças tanto quanto deveria.



19. Aprecio os desafios, e quando quero alguma coisa sou muito determinado cm meus esforços para conseguí-la.



20. Tenho a tendência de criticar tanto os outros quanto a mim mesmo.



CONTAGEM PITTA




3ª SEÇÃO: KAPHA

Não se aplica a mim
Aplica-se algumas vezes a mim
Aplica-se quase sempre a mim
1. Minha tendência nafural é fazer as coisas de uma maneira lenta e relaxada.



2. Engordo com mais facilidade do que a maioria das pessoas e emagreço mais devagar.



3. Minha disposição é serena e tranqüila - não fico agitado com facilidade.



4. Sou capaz de pular refeições sem nenhum mal-estar significativo.



5. Tenho a tendência a ter um excesso de muco ou secreção, congestão crônica, asma ou sinusite.



6. Preciso dormir pelo menos oito horas para me sentir bem no dia seguinte.



7. Tenho um sono muito profundo.



8. Sou calmo por natureza, e dificilmente fico zangado.



9. Não aprendo tão rapidamente quanto algumas pessoas, mas retenho bem as informações e tenho uma boa memória.



10. Tenho tendência para engordar – acumulo gordura com facilidade.



11. Não gosto quando o tempo fica frio e úmido.



l 2. Meu cabelo é grosso, escuro e ondulado.



13. Minha pele é macia, suave e um tanto pálida.



14. Minha constituição física é grande e sólida.



15. As seguintes palavras me descrevem bem: sereno, meigo, carinho e magnânimo.



16. Minha digestão é lenta, o que me faz sentir pesado depois das refeições.



17. Tenho vigor e resistência física, bem como um nível de energia estável.



18. Meu andar é de um modo geral lento e cadenciado.



19. Tenho tendência a dormir demais, a ficar zonzo ao acordar e sou geralmente lento para fazer as coisas pela manhã.



20. Como devagar e minhas ações são lentas e metódicas.



CONTAGEM KAPHA




CONTAGEM FINAL

VATA:                                PITTA:                            KAPHA:




COMO DETERMINAR SEU TIPO DE CORPO

Agora que você somou suas contagens, pode determinar seu tipo de corpo. Embora só existam três dosha, lembre-se de que o Ayurveda os combina de dez maneiras diferentes para chegar a dez tipos de corpo distintos.
• Se uma das contagens for muito superior às outras, você é provavelmente um tipo único de dosha.

Tipos Únicos de Dosha:
Vata
Pitta
Kapha
Você é definitivamente um único tipo de dosha se sua contagem mais elevada for duas vezes maior do que a segunda (por exemplo, Vata – 90, Pitta – 45, Kapha - 35). Nos tipos únicos de dosha, as características de Vata, Pitta ou Kapha são extremamente evidentes. Seu segundo dosha mais intenso poderá ainda se manifestar em suas tendências naturais, porém será muito menos nítido.

• Se não existe um dosha dominante, você é um tipo de dois doshas.
Tipos de Dois Doshas:
Vata-Pitta ou Pitta-Vata
Pitta-Kapha ou Kapha-Pitta
Vata-Kapha ou Kapha-Vata
Se você é um tipo de dois doshas, os traços dos seus dois principais doshas serão predominantes. O mais elevado se manifesta primeiro no seu tipo de corpo, mas ambos são levados em conta.
Quase todas as pessoas são tipos de dois doshas. Um tipo assim poderá ter a seguinte contagem final: Vata - 80, Pitta - 90, Kapha - 20. Se essa fosse suacontagem, você se consideraria um tipoPitta-Vata.

• Se suas três contagens forem praticamente iguais, você pode ser um tipo de três doshas.

Tipo de Três Doshas
Vata-Pitta-Kapha
Não obstante, este tipo é considerado o mais raro de todos. Verifique novamente todas suas respostas ou peça a um amigo que acompanhe suas respostas com você. Além disso, você pode reler as descrições de Vata, Pitta e Kapha nas para ver se um ou dois doshas se mostram mais proeminentes na sua estrutura.





As Bases da Astrologia Védica

A Astrologia Védica é um sistema que integra outras ciências como o Ayurveda, Yoga e religião, ou seja, um mapa astrológico védico tanto oferece indicações sobre o destino, bem como a constituição física, preferências, vocação, caminho a seguir e maturidade espiritual e também práticas aconselháveis para correção de desarmonias que possam levar a um grande sofrimento.
O principal foco da Astrologia Védica é corrigir ou remediar situações, e para isso se utiliza toda uma serie de correlações entre planetas com metais, pedras preciosas, cores, plantas, oferendas a divindades e mantras.
Como a diversidade cultural dentro da própria Índia é muito grande, a forma de lidar com a Astrologia apresenta grandes diferenças. Por exemplo, em se tratando de uma pessoa nascida em uma familia que consulte Astrologia Védica, seus pais já em sua infância podem aplicar medidas preventivas e harmonizar tendências negativas. Pode ser difícil ou estranho para os ocidentais a idéia de que rituais de oferendas (Pujas), que são os equivalentes a missas religiosas da religião ocidental, possam ser realizados por um monge em um templo, com o objetivo de contrabalançar um desvio da inteligência do nativo por algum aspecto tenso de Mercúrio.
É importante salientar que a inteligência interpretada pelo horóscopo ocidental vai ser vista de modo completamente diferente na Astrologia Védica. Nela, um desvio de inteligência indica a tendência a querer se aproveitar maliciosamente de oportunidades, levando a escolhas errôneas — e automaticamente ao sofrimento. O astrólogo védico pouco vai se importar em descrever traços sagitarianos, virginianos ou geminianos para interpretar o problema; desde que ele tenha sido identificado, o que importa a seguir é corrigir ou remediar.
Neste ponto cabe salientar que normalmente as interpretações de mapas védicos não são acompanhadas de longa interpretação astro-psicológica como pode acontecer no Ocidente. Na verdade, o formato de uma interpretação védica é muito diferente da ocidental. Alguns astrólogos ocidentais que praticam também a Astrologia Védica usam o mapa ocidental para interpretar a personalidade e o mapa védico para prever acontecimentos.
As origens históricas da Astrologia Védica se perdem no tempo. Um exemplo disso é que uma obra muito antiga da literatura hindu, que remonta a mais de 5 mil anos, o Ramayana, onde o tema principal é o registro histórico da vida de Rama , descrevendo o seu horóscopo. Outra obra igualmente importante, que é rica em registros astronômicos e astrológicos é o Mahabharata, que descreve a historia de Krishna. Estima-se que Krishna tenha vivido por volta dos anos 750 AC. Parasara, um dos personagens do Mahabharata, é um sábio misterioso com poderes igualmente misteriosos, é também o autor da obra mais importante da Astrologia Védica. Acredita-se que ele tenha vivido por volta do ano 850 a.C. Ou seja, sua obra remonta a mais de 2.850 anos.


Características de um mapa astrológico hindu
Uma característica na Astrologia Védica de hoje é o da correção da precessão dos equinócios, chamada Ayanamsha, que é uma correção que desloca todos os planetas do mapa ocidental em cerca de 23 graus no sentido contrário, ou seja retrogradando. Existem varias correntes que sustentam diferentes arcos de correção de precessão, variando entre 21 graus a 25 graus para as posições dos astros no ano 2000. Não cabe neste artigo descrever e argumentar sobre esse tema.
As Casas correspondem sempre a um signo inteiro. A Casa inicial é determinada pelo Ascendente, não importa em que grau este se encontre e sempre a Primeira Casa incluirá o Signo inteiro e as casas seguintes serão definidas pela seqüência dos signos.
Os aspectos são medidos por signos e não por graus como na Astrologia ocidental, e não contêm em si uma natureza positiva ou negativa. Isso será determinado pela natureza dos planetas envolvidos, e conforme as Casas são regidas e ocupadas pelos astros.
Quando um planeta forma aspecto com outro, o aspecto é identificado pelo número de Casas que um planeta dista do outro. E este é o conceito mais difícil de um astrólogo ocidental substituir, ao estudar Astrologia Védica.
Além dos 12 Signos que são divisões solares, na Astrologia Védica temos a divisão do Zodíaco em 27 partes, que correspondem ao Zodiaco Lunar. Esses 27 setores são chamados de Nakshatras ou simplesmente estrelas, porque cada Nakshatra tem uma estrela fixa como referência simbólica para marcar seu inicio. Os 27 Nakshatras são divididos em 9 regências planetárias, incluindo os 7 planetas básicos e os Nodos, na seguinte ordem: Nodo Sul, Vênus, Sol, Lua, Marte, Nodo Norte, Júpiter, Saturno e Mercúrio.

Bases espirituais
Para muitos na Índia, a Astrologia não é apenas um estudo ou uma profissão, mas também um caminho espiritual, com iniciação e prática diária de meditação. Algumas pessoas se encaixam tão bem neste modelo de vida que, ouvindo seus conselhos diante de um mapa, percebemos que são verdadeiros sacerdotes-astrólogos e que, com a prática, acabam conhecendo uma variedade de detalhes sobre divindades, mantras e preparações de remédios astrológicos.
Alguns textos antigos nos sugerem que, para estudar e trabalhar com Astrologia Védica, devemos ter certas qualidades e virtudes, ou seja, não deveriamos repassar este conhecimento para quem não tenha os pré-requisitos. Isso demonstra que há muito tempo os sábios da Índia já tinham um código de ética bem exigente. Em outras palavras, devemos ter uma moral elevada para ser aceitos em uma Escola de Astrologia; e uma pessoa de moral elevada é uma pessoa de estatura espiritual em qualquer cultura em que ela se encontre, mesmo que não tenha interesses religiosos. Cabe aqui lembrar que B.V. Raman, um dos grandes nomes da Astrologia Védica, dizia que para aprendê-la deveríamos meditar, conforme ele mesmo praticava. O astrólogo K. N. Rao, famoso até hoje por várias previsões acertadas de terremotos, também teve seu Guru de mantras. E o astrólogo Sanjay Rath foi um sábio e erudito nas Escrituras, além de fundador de uma escola que inclui ensinamentos espirituais e meditação.
Até hoje algumas linhagens da Astrologia Védica se preservam da vista pública, repassando o conhecimento de mestre a discípulo, e só temos conhecimento desses ramos devido ao depoimento de alguns raros que tiveram contato com eles. B. V. Raman comenta que, ao peregrinar por cidades sagradas, encontrou uma pessoa que interpretou seu mapa maravilhosamente, confirmando eventos do seu passado e deixando previsões do futuro. K. N. Rao também descreve alguns incidentes raros de contato com pessoas portadoras de conhecimento incomum.
Escolas de Astrologia Védica
Parasara é a maior autoridade de Astrologia Védica até hoje. A data de sua existência física e a produção de sua obra perdeu-se no tempo. Mas com certeza é anterior a sri Krishna, o que pode indicar que ele viveu há mais de 2.850 anos de nossos dias. Alguns afirmam que a obra de Parasara teve contribuições ao longo do tempo, devido à mudança de estilo de escrita em certas partes da obra. Os pontos principais dos ensinamentos de Parasara são os seguintes:


Mapas Divisionais
Parasara ensina uma forma de dividir o mapa em partes, dando origem a 15 novos mapas, chamados de mapas divisionais. Esses mapas divisionais foram a fonte de inspiração dos mapas chamados harmônicos, porém alguns mapas divisionais têm regras de construção diferentes dos mapas harmônicos. Por exemplo, no mapa divisional de fator 9, cada signo é dividido em 9 partes de 3 graus e 20 minutos de arco, sendo que cada uma destas partes corresponde a um “microsigno”. Se um planeta está em Áries, porém em um grau que corresponde a outro signo Navamsha, este planeta é transportado para outro mapa naquele útimo signo. Depois de transportados todos os demais planetas, forma-se o Mapa D-9 ou Navamsha, onde são deduzidas informações de ordem espiritual e sobre o casamento.

·         Yogas ou combinações planetárias – O estudo das combinações planetárias é o estudo mais longo que um astrólogo védico tem, pois são incontáveis yogas: um yoga pode ser um planeta em um signo ou um aspecto entre planetas, ou um conjunto de posições e aspectos planetários. Por exemplo ensina 32 Nabhasa yogas mas adverte que na verdade exitem 1800 do mesmo tipo, nabhasa yoga é uma combinação de formação como planetas em signos cardeais ou fixos, etc..

·         Ascendentes especiais: Parasara sugere muitos outros ascendentes complementares à interpretação e previsão. Por exemplo, o Ascendente horário ou Hora Lagna irá indicar a fonte de entrada de dinheiro do nativo.

·         Dashas ou sistemas de previsões: Existem dois métodos de previsões, um por períodos planetários e outro de signos. Parasara ensina em sua obra mais de 44 sistemas, sendo que um deles se destacou como o mais eficiente de todos: o Vimshotari. Este é um método planetário, onde a Lua, de acodo com a constelação ou Nakshatra que ocupa no momento do nascimento, vai determinar em que parte de um grande ciclo uma pessoa nasceu. Se a Lua se encontra no inicio de um Nakshatra, então em seus primeiros anos de vida ocorrerão eventos relacionados ao planeta regente do Nakshatra da Lua do nascimento. Este grande ciclo é desmembrado em 9 subciclos também planetários, de forma que cada evento da vida de uma pessoa pode ter até 5 planetas diferentes atuando nas características e intensidade do evento. Cada um dos nove planetas corresponde a um grande ciclo de 6 a 20 anos, na seguinte ordem: Nodo-Sul 7 anos, Vênus 20 anos, Sol 6 anos, Lua 10 anos, Marte 7 anos, Nodo-Norte 18 anos, Júpiter 16 anos, Saturno 19 anos, Mercuri 17 anos.
·          
·         Ashtakavarga: É um sistema que funciona conforme as relações interplanetárias alcançam uma pontuação positiva ou negativa para cada planeta nas Casas. Esta pontuação oscila de de 0 a 8 pontos e é a base para previsões quanto às realizacões que uma pessoa pode esperar em determinados assuntos da vida, de acordo com as Casas que têm mais pontuação ou menos. Este é um sistema ainda muito enigmático, embora Parasara mencione que, devido à sua simplicidade, é o mais adequado e fácil nos tempos atuais.
·          
·         Gochara ou Transitos: Quase nada é dito na obra de Parasara sobre trânsitos. Em outras obras temos algumas indicações, porém de forma extremamente resumida. Recentemente alguns pesquisadores acrescentaram teorias mais sólidas de como usar os trânsitos, baseando-se no mapa natal, Navamsha e um outro mapa divisional que corresponda ao assunto em questão. Os planetas que correspondam ao período atual ( Dashas ) e subperíodos devem ser analisados no mapa natal para encontrar tamto as correspondências de atuação, quanto quais as Casas envolvidas e outros planetas. Uma vez definido no mapa natal o campo de atuação, o mesmo deve ser feito no mapa Navamsha e no mapa divisional em questão. O segundo passo é verificar os trânsitos de Júpiter e Saturno nos três mapas acima. Depois, os planetas dos períodos atuais em trânsito devem ser transportados para o mapa natal e para o mapa divisional em questão. A conclusão desta análise vai mostrar a intensidade e abrangência dos trânsitos.

·         Longevidade: Alguns Dashas mencionados acima são específicos para determinação da longevidade ou o período de morte física. Existem técnicas especificas para determinar a duração da vida.

* por Evêncio Mendes. Evêncio Mendes é astrólogo védico e profissional da área de informática.






:: Ayurveda:: saiba um pouco mais sobre a medicina indiana e os biotipos (doshas)

Ayurveda é uma ciência médica desenvolvida na Índia há cerca de cinco mil anos. Em sânscrito significa ciência ou conhecimento da vida (Ciência ou conhecimento = veda; ayur = vida). No Ayurveda os processos terapêuticos diferem em muito da tradicional medicina praticada no ocidente, pois privilegia o uso de plantas medicinais, a prática de dieta, exercícios físicos, Yoga, meditação, massagem, aromateratia, gemoterapia, cirurgia e psicologia. O Ayurveda parte do princípio que o corpo humano tem três humores biológicos, chamados doshas e associados aos elementos ar, fogo e água. Quando o elemento predominante é o ar, a pessoa é chamada de Vata, quando fogo, Pitta e quando água, Kapha.Com base nas explicações fornecidas pelo médico ayurvédico e colunista do eYoga Dr. Aderson Moreira da Rocha (www.ayurveda.com.br), descubra então em qual dos três você se encaixa e procure levar uma vida condizente com suas características psicofísicas.As pessoas com constituição Vata são magras, têm pouca musculatura e dificuldade para ganhar peso; são mais friorentas e têm a pele fria e seca. Alguns sintomas de desequilíbrio de Vata seriam: boca e olhos secos, tendência à constipação (prisão de ventre), insônia, nervosismo e ansiedade. Para as pessoas com Vata (ar) aumentado recomenda-se aumentar a quantidade e a qualidade dos alimentos, ou seja o tipo Vata (ar) deve comer mais alimentos e com mais frequência. Neste caso é importante evitar ficar muitas horas sem comer e fazer pequenos lanches entre as principais refeições. Os alimentos podem ser pesados, nutritivos, condimentados. Os sabores recomendados são: doce, ácido e salgado. Deve-se evitar o picante, o amargo e o adstringente. Os alimentos devem ser preferencialmente cozidos e está recomendado o uso dos condimentosOs indivíduos do tipo Pitta (fogo) são de tamanho mediano, com musculatura moderada. Possuem o elemento fogo predominante, logo têm muita sede e bom apetite. O corpo é quente, a face vermelha. Preferem bebidas geladas, têm um bom sono e suam muito. Psicologicamente são compreensivos, inteligentes e têm emoções fortes, como a raiva e o ciúme; são pessoas ambiciosas e tendem a ser líderes. Para este indivíduo, em quem o elemento fogo é predominante, é necessária uma alimentação refrescante, um pouco seca e pesada. Os sabores que diminuem Pitta são: doce, amargo e adstringente; já o ácido, o salgado e o picante devem ser evitados porque aumentam o fogo. Neste caso estão indicados os alimentos crus (saladas), que são refrescantes. Excesso de condimentos e óleos devem ser evitados.As pessoas com constituição Kapha (terra) possuem corpo bem desenvolvido, porém com tendência a ganhar peso e se tornarem obesos. O tórax é largo e possuem uma boa massa muscular e óssea. A pele é macia com tendência ao frio e a palidez; já os cabelos são grossos escuros e ondulados, os olhos são escuros e com muitos cílios. Têm apetite regular e digestão tendendo a lenta, bom sono e boa capacidade vital. Psicologicamente são tolerantes e calmos, porém tendem a ser invejosos, apegados e possessivos. Possuem compreensão lenta, mas quando absorvem o conhecimento, este é retido por um longo tempo. O indivíduo kapha deve ter uma dieta amornante, leve e seca. Deve-se evitar alimentos frios, oleosos e pesados, assim como os sabores doce, salgado e ácido, porque favorecem o acúmulo de muco e gordura. Os sabores indicados para estas pessoas são: picante, amargo e adstringente. Deve-se ingerir menos quantidade de alimentos e fazer uso de plantas medicinais, como o gengibre e a erva-doce. Neste caso, o jejum uma vez na semana ou de 15 em 15 dias é aconselhado.

Fonte: Yoga Journal
http://escoladeyogahamburgovelho.blogspot.com.br/2011/02/descubra-o-seu-biotipo-dosha.html


LUA FORA DE CURSO LFC

Hoje vamos falar sobre um fenômeno astrológico muito comum e que afeta a todo mundo gerando muita curiosidade.  A Lua está sempre em m...